terça-feira, 11 de maio de 2010

Ave maria da rua - Raul Seixas - Paulo Coelho

Uma poesia maravilhosa.

No lixo dos quintais
Na mesa do café
No amor dos carnavais
Na mão, no pé, oh
Tu estás, tu estás
No tapa e no perdão
No ódio e na oração

Teu nome é Yemanjah,

E é Virgem Maria
É Glória e é Cecília
Na noite fria
Ou, minha mãe
Minha filha tu és qualquer
mulher
Mulher em qualquer dia

Bastou o teu olhar
Teu olhar
Pra me calar a voz
De onde está você
Rogai por nós
Ou ou ou
Minha mãe, minha mãe
Me ensina a segurar a barra
De te amar

Não estou cantando só
Cantamos todos nós
Mas cada um nasceu
Com a sua voz, Ou ou ou
Pra dizer, pra falar
De forma diferente
O que todo mundo sente

Segure a minha mão
Quando ela fraquejar
E não deixe a solidão me
assustar
Ou ou ou
Minha mãe, nossa mãe
e mata minha fome
Nas letras do teu nome
Ou ou ou
Minha mãe, nossa mãe
E mata minha fome
Nas letras do teu nome
Ou ou ou
minha mãe, nossa mãe
E mata minha fome
Na glória do teu nome.

6 comentários:

Cherry Bomb disse...

Ah! Eu já disse q amooo Raul, né!? Todas as músicas são muiiito boas..

Bjuxx

Mayara Vieira disse...

Gosto de músicas que não tem um certo sentindo. Se tornam mais interessantes de se ouvir.


Beijos,

May.

Arathane disse...

Toca Raúuuullll !!!! ele é demais não ?

Daniel Silva disse...

pô, cara. não sou o maior fã do raul. ele foi um bom compositor, um ícone e tal.. mas não sou fã.

abraço

Tiago Camilotti disse...

Nunca ouvi falar dessa música. Não é a toa que o cara era considerado o poeta do rock...

Cara. Atualiza o link do ADVOCACIA no seu blogroll!
O novo endereço do meu blog é:

www.advocaciadorock.com.br/

Niko Travesso disse...

n curto yemanjá,
minha mãe é só a que me deu a luz mesmo...

http://nikomoska.blogspot.com/