quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Rock Crítica

Boa tarde galera do Rock And Roll !!! Como estão ?

Agora temos uma equipe no blog, e para a estréia da nova coluna de hoje, apresento a todos Ricardo Menezes que escreveu o post de hoje e vai contribuir para o crescimento do nosso blog de Rock And Roll.

A coluna nova se chama Rock Crítica e vai contar sempre com algum cd ou dvd a na nossa estréia dois discos, espero que gostem.


Whatever People Say I Am, That's What I'm Not - Arctic Monkeys - 2006



Em época de seca ainda se consegue produzir coisa boa...

Em 2006 o Arctic Monkeys lançou seu primeiro CD que influenciou a geração indie com seu som cru e direto. O álbum ganhou disco de platina quádruplo e o Mercury Prize de 2006 (tendo superado o recorde de vendas de álbuns estreantes, que pertencia ao Oasis) Apesar de ser uma banda nova de estrada, o titulo parece mais com o de estradeiros, ainda assim podemos considerar um bom titulo. A capa pode ser um ponto fraco do álbum, que não apresenta relações diretas com as musicas, mas não deixa de passar sua mensagem.

 Com Letras de idas e vindas da vida adolescente (dependendo do ponto de vista pode ser um ponto fraco) juntamente com o vocal agudo e rápido do Alex Turner combinando perfeitamente com suas guitarras muito bem trabalhadas e entrosadas, bateria dando aquele ritmo dançante e o contrabaixo dando aquele toque final a música. Com essas e outras características o álbum pode ser considerado um dos melhores da geração Z.

Opinião Final
 

É de grande peso para uma banda tão nova e apesar de algumas criticas mal feitas tal compilação de musicas foi uma grande revolução indie que já estava premeditada desde tempos atrás.  



Horehound – The Dead Weather - 2009




Sinta-se bem entrando em um quarto escuro com esta companhia...

Em 2009 lança seu primeiro álbum “Horehound” contando com uma sonoridade bem “escura” e forte, essas músicas me soam diferente do que tenho ouvido ultimamente.

As suas letras fortes que se fortalecem ainda mais com os distorcidos vocais femininos de Alison Mosshart (The Kills e Discount), que canta rock n’roll como nenhuma mulher dos últimos tempos. O álbum conta também com: Dean Fertita (do Queens of the Stone Age), Jack Lawrence (do The Raconteurs e The Greenhornes) e Jack White (do The White Stripes e The Raconteurs).


Esse último que muitos ja conhecem por ser grande guitarrista e agora no álbum se revela um grande baterista, caracterizando-o muito bem com suas fortes batidas. Outro ponto bom de ouvir é a guitarra guiada por Dean Fertita, pesada e distorcida, outrora viajante, que juntamente com o contrabaixo e a bateria fazem o album ter essa sonoridade exótica e pesada.
          
Opinião Final


Já era de se esperar que um supergrupo de rock fosse lançar um super album que com esta sonoridade conquista muitos apreciadores da musica. E agora meus caros, temos som para o escuro ( que nao é de terror, claro).





Texto escrito por : Ricardo Menezes

9 comentários:

Sashra disse...

Gostei mto da nova coluna e mais ainda dos posts, estão mto bons. Isso ae, continuem assim =D

Anônimo disse...

Eaw manolos,parabens pelo blog,é muito bom saber k existem pessoas interessadas pelo bom rock nesse mundo afundado em musikas de merda!

Ero sannin disse...

Iai ^^ primeira vez aqui no blog gostei muito , principalmente sou meio lerdo ai na musica e esses posts podem me fazer entrar nas noticias novas.
Gostei ae do blog continuem com o trabalho e com mais gente sempre valeu \o

Marcel disse...

Muito interessante a coluna. Gostei da proposta e do conteúdo, mas esperava um post maior. Tem condições de ser feito, muito boa a leitura dele.

Iago L. Fontes disse...

mto boa a análise, bem elaborado o texto, de fácil compreenção, irei ouvir o "Horehound" e depois darei meu parecer sobre o disco. abraços!

kira disse...

http://blogdokiraa.blogspot.com/

Horehound – The Dead Weather - 2009
vou baixar pra conferir. (Y

kira disse...

Fora que só por ter citado Nietzsche merece ser seguido

Victor Pagani disse...

Sucesso nessa nova coluna :)

[]'s

Natália disse...

Algumas coisas no Rock me assustam... e eu amo isso!
Vou ouvir a música =D